Restabelecida justa causa de empregada doméstica que usava produtos pessoais da empregadora
05/09/2017 10:00


Compartilhe
Consul




  
A Quarta Turma do Tribunal Superior do Trabalho proveu recurso de uma servidora pública de Brasília (DF) e julgou válida a dispensa por justa causa aplicada a uma empregada doméstica grávida que utilizou, sem autorização, produtos de beleza e higiene pessoal. Por maioria, a Turma reformou decisão do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (DF-TO) que condenou a empregadora ao pagamento de ...

Faça o login para acessar este conteúdo e fazer comentários.
Se não for cadastrado, acesse aqui.
TST - Tribunal Superior do Trabalho

As matérias, textos e artigos publicados, não significam que estejamos de acordo com as posições apresentadas por seus autores ou fontes. Apenas estamos buscando divulgar textos e matérias que possam contribuir, de alguma maneira, para prestar um serviço social de ajuda e orientação a milhares de pessoas.






A Kasal O Konvenios Benefícios Usuários Informação Contato
A Kasal O Konvênios Parceiros Cadastre-se Notícias Fale Conosco
 Principais Clientes Como Usar Campanhas Entidades Artigos Ajude
Eventos Próprios Links Konvênios Mail Central Articulistas
Ktorze Mandamentos Politicas e Termos Currículo RSS Blogs
Ajude Ringtones  
Vitrine  
    Informativos      
Konvenios.com.br - Todos os direitos reservados.
Administrado pela Kasal.

Desenvolvido pela Porto